nunca

nun.ca
ˈnũkɐ
advérbio
1.
em tempo algum; jamais
2.
em nenhuma circunstância
3.
nenhuma vez
nunca por nunca
em tempo algum, de maneira nenhuma
dia de São Nunca
nunca, jamais
mais do que nunca
mais do que em qualquer outra altura passada
quase nunca
raras vezes
Do latim nunquam, «idem»
SINÓNIMOS
VER +
ANTÓNIMOS
VER +
Como referenciar: nunca in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-21 00:57:52]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • A boca que se beijou nunca mal se desejou.
  • A Cascais uma vez e nunca mais.
  • A gastador nunca faltou que gastar, nem a jogador que jogar.
  • A lã nunca pesou ao carneiro.
  • A preguiça nunca manteve bons criados.
  • A quem bem nega nunca se lhe prova.
  • A tentação nunca é superior às forças.
  • Água fria e pão quente, nunca fizeram bom ventre.
  • Amores velhos nunca se esquecem.
  • Ave de bico nunca fez dono rico.
  • Bem fazer nunca se perde; quem mal faz, por mal espere.
  • Boca que se beijou nunca mal se desejou.
  • Cães grandes nunca se mordem.
  • Capa e merenda nunca pesaram.
  • Cara de aço, nunca é boa.
  • Casa de duque nunca perdeu.
  • Chuva de sábado, nunca acaba.
  • Com direito pelo teu lado, nunca receies brado.
  • De amigo reconciliado e de caldo requentado, nunca bom bocado.
  • De cunhado, nunca bom bocado.
  • De inimigo reconciliado, nunca bom bocado.
  • De linho mordido, nunca bom fio.
  • De má mata, nunca boa caça.
  • De mau grão, nunca bom pão.
  • Exército bem provido, tarde ou nunca é vencido.
  • Filho aborrecido nunca recebe bom castigo.
  • Focinho de porco e galinha de bico, nunca fizeram o homem rico.
  • Gado de bico nunca fez ninguém rico.
  • Galo bom nunca foi gordo.
  • Homem rico nunca é feio.
  • Ladrão endinheirado nunca morre enforcado.
  • Lugar de dia perdido nunca é preenchido.
  • Mais vale tarde do que nunca.
  • Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe.
  • Não sabe mandar quem nunca obedeceu.
  • Não sabe mandar quem nunca soube obedecer.
  • Neste mundo mesquinho quando há para pão, nunca há para vinho.
  • Nunca digas desta água não beberei.
  • Nunca falta testo para uma panela.
  • Nunca vai mau tempo se não vai vento.
  • O bem pensado nunca sai errado.
  • O boi luzidio nunca tem fastio.
  • O que é doce nunca amargou.
  • O tempo e a honra uma vez perdidos nunca mais se encontram.
  • Obra de sábado nunca acaba.
  • Panela mexida por muitos, nunca fica bem temperada.
  • Para mal casar, mais vale nunca maridar.
  • Pau que nasce torto, tarde ou nunca se endireita.
  • Perdoa-se o ódio, nunca o desprezo.
  • Perro lavrador, nunca bom caçador.
  • Prudência e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém.
  • Quem ama nunca esquece.
  • Quem deixa caminhos para ir por atalhos, nunca lhe faltarão trabalhos.
  • Quem nasceu para porco, nunca chega a porqueiro.
  • Quem nasceu para vintém, nunca chega a pataco.
  • Quem nunca se aventurou, nunca perdeu nem ganhou.
  • Quem nunca viu o rei, julga-o de oiro.
  • Quem pelo alecrim passou e dele não colheu, ou nunca teve amores ou deles se esqueceu.
  • Ruim árvore nunca deu bom fruto.
  • Só não se acaba o que nunca se começa.
  • Vale mais tarde do que nunca.
  • Juras de poder nunca são para crer.
VER +

CITAÇÕES

  • "Duas obras nunca são iguais, ainda que estejam perto."Eduardo Souto de Moura
  • "O aluno a quem nunca se pediu para fazer o que não é capaz, nunca faz aquilo que realmente consegue fazer."John Stuart Mill
  • "Nunca deveis utilizar uma palavra nova, a não ser que ela tenha estas três qualidades: ser necessária, inteligível e sonora."Voltaire
  • "Engolir as más palavras que não se dizem, nunca fez mal a ninguém."Winston Churchill
  • "Nunca cedas exceto a convicções de honra e bom senso."Winston Churchill
  • "Nunca, na área dos conflitos humanos, se deveu tanto a tão poucos."Winston Churchill