pão

pão
ˈpɐ̃w̃
nome masculino
1.
alimento feito com farinha de trigo ou de outros cereais amassada, geralmente fermentada e cozida no forno
2.
cereal de que se faz este alimento
3.
figurado meios de subsistência; sustento
4.
figurado auxílio moral
5.
figurado, coloquial pessoa atraente
pão amanhecido
pão da véspera, usado como ingrediente em certos pratos; pão dormido
pão ázimo
1.
pão sem fermento, com que se fazem as hóstias
2.
pão achatado, sem fermento, tradicionalmente comido na Páscoa judaica
pão biju
regionalismo pão pequeno, arredondado, feito à base de farinha de trigo
pão branco
pão feito com farinha de trigo (por oposição ao feito a partir de outros cereais)
pão com chouriço
pão recheado com chouriço, geralmente feito com farinha de trigo, de textura fofa e formato de pequeno cacete
pão da alma
hóstia consagrada
pão da celeste
pão feito com farinha de trigo, cozido em forno de lenha, com textura rugosa e cor clara
pão de ajunta
pão feito com farinhas de milho e de trigo
pão de alfarroba
pão típico do Algarve, feito com farinhas de trigo e de alfarroba, de formato arredondado, cor escura e sabor adocicado
pão de calo
Alentejo, Algarve pão de côdea lisa e miolo regular; pão sovado
pão de cornos
pão de trigo cozido em forno de lenha e barrado com azeite, tem textura rugosa e formato em meia-lua
pão de deus
pequeno bolo arredondado com cobertura de creme de ovo, coco e açúcar
pão de forma
1.
pão cozido numa forma semelhante a um paralelepípedo, que se corta às fatias e é usado especialmente para preparar torradas e sanduíches
2.
popular tipo de carrinha cujo formato lembra o desse pão
pão de leite
pão muito fino e leve, amassado com leite
pão de mel
bolo seco preparado com farinha de trigo, mel e outros ingredientes
pão de mistura
pão confecionado com mais do que um tipo de farinha
pão de queijo
pequeno bolo de origem brasileira, de formato arredondado, feito com queijo, ovos, leite, manteiga e outros ingredientes
pão de rolão
pão feito com a parte mais grosseira da farinha, que fica na peneira depois de peneirada
pão de saluga
regionalismo pão sem mistura
pão do espírito
figurado a instrução, a educação
pão dormido
pão da véspera, usado como ingrediente em certos pratos; pão amanhecido
pão integral
pão feito com farinha não peneirada
pão meado
pão feito com dois tipos de farinha, em igual proporção
pão, pão, queijo, queijo
popular com clareza, sem rodeios, francamente
pão ralado
pão tostado e moído, usado como ingrediente culinário
pão saloio
pão feito com uma variedade de trigo durázio
pão sovado
pão de côdea lisa e miolo regular; pão de calo
pão terçado
pão feito com farinhas de trigo, milho e centeio
pão tigre
pão cuja cobertura, feita à base de farinha de arroz e espalhada antes da cozedura, lhe confere uma crosta estaladiça e mosqueada
comer o pão que o Diabo amassou
popular passar muitos trabalhos
ficar a pão e laranjas
popular ficar quase na miséria
o pão de cada dia
1.
o sustento
2.
figurado aquilo que é habitual, quotidiano
tirar o pão a (alguém)
prejudicar alguém de forma a que não possa angariar os meios de subsistência
Do latim pane-, «idem»
ANAGRAMAS
Como referenciar: pão in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-09 03:43:24]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • A água do nevão dá pão; a do trovão em parte dá em parte não.
  • A chuvinha da Ascensão todo o ano dará pão.
  • A quem não sobra pão, não cria cão.
  • abril frio, pão e vinho.
  • Água e pão, comida de cão.
  • Água fria e pão quente, nunca fizeram bom ventre.
  • Águas de São João, tiram vinho, azeite e não dão pão.
  • Ano de nevão, ano de pão.
  • Ano geado, pão dobrado.
  • Antes de morder, vê com atenção se é pedra, se é pão.
  • Batata e pão, juntos dão má digestão.
  • Bem estou com meu amigo, que come seu pão comigo.
  • Bocado de mau pão não o comas nem dês ao teu irmão.
  • Bom ano de pão, mau ano de pão; as colheitas o dirão.
  • Carne de hoje, pão de ontem e vinho de outro verão fazem o homem são.
  • Carne que baste, vinho que farte e pão que sobre.
  • Casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão.
  • Cear sem pão é comida de lambão.
  • Chuva da Ascensão dá pão.
  • Chuva de São João, tira o vinho e o azeite e não dá pão.
  • Chuvas na Ascensão, das palhinhas fazem pão.
  • De mau grão, nunca bom pão.
  • Diz o rifão que da terra negra sai bom pão.
  • Em casa do sisudo faz-se o pão miúdo.
  • Em casa de pouco pão, todos ralham e ninguém tem razão.
  • Em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão.
  • Fidalgo sem pão é vilão.
  • Filho da minha filha, toma pão e senta-te aqui; filho da minha nora, toma o pão e vai-te embora.
  • Fraco é o padeiro que diz mal do seu pão.
  • Gente do Minho veste pano de linho, bebe vinho de enforcado e come pão de passarinho.
  • Guarda pão para maio, lenha para abril, o melhor bicão para o São João.
  • inverno com nevão, ano de pão.
  • janeiro molhado, se não é bom para o pão, não é bom para o gado.
  • Lágrimas com pão, ligeiras são.
  • Leitão sem pão até à porta vai.
  • maio frio, junho quente, bom pão, vinho valente.
  • maio hortelão, muita parra e pouco pão.
  • Mais vale pedaço de pão com amor que galinha com dor.
  • Meia vida é a candeia e pão e vinho a outra meia.
  • Muito pão ou pouco pão, as colheitas o dirão.
  • Na casinha portuguesa, pão e vinho sobre a mesa.
  • Não busques pão no focinho do cão.
  • Não há amor como o primeiro, nem pão como o alvo, nem carne como a de carneiro.
  • Nem só de pão vive o homem.
  • Neste mundo mesquinho quando há para pão, nunca há para vinho.
  • No São João pinga a sardinha no pão.
  • O pão pela cor e o vinho pelo sabor.
  • O vento suão cria palha e pão.
  • Pão achado não tem dono.
  • Pão de hoje, carne de ontem e vinho do outro verão fazem o homem são.
  • Pão de padeira não farta nem governa.
  • Pão do vizinho sabe mais um bocadinho.
  • Pão duro é melhor que figo maduro.
  • Pão e vinho andam caminho que não moço ardido.
  • Pão e vinho um ano meu, outro do meu vizinho.
  • Pão mole e uvas, às moças põem mudas e às velhas tiram as rugas.
  • Pão que sobre, carne que baste, vinho que falte.
  • Pão quente faz mal ao ventre.
  • Pão quente, muito na despensa e pouco no ventre.
  • Para a fome não há pão duro.
  • Pelo São João, lavra se queres ter pão.
  • Poda tardio, semeia temporão, terás vinho e pão.
  • Quando chove na Ascensão, até as pedrinhas dão pão.
  • Quando há fome não há pão ruim.
  • Quando não há pão, até migalhas vão.
  • Queijo com pão, comida de vilão.
  • Queijo com pão, faz o homem são.
  • Quem compra pão de praça e vinho de taverna, filhos alheios governa.
  • Quem dá o pão, dá a educação.
  • Quem dá o pão e não dá o castigo, não viu a sombra do paraíso.
  • Quem em maio relva, não tem pão nem erva.
  • Quem me vir e ouvir, guarde pão para maio e lenha para abril.
  • Quem mói no seu moinho e coze no seu forno, come o seu pão todo.
  • Quem poda tardio e semeia temporão, tem vinho e pão.
  • Sardinha sem pão é comer de ladrão.
  • Sardinha de S. João pinga no pão.
  • Sem pão não se fazem formigos.
  • Trigo na eira, pão na masseira.
  • Uvas, pão e queijo, sabem a beijo.
  • Vento suão, não dá pão.
  • Vinho pela cor, pão pelo sabor.
  • Vinho turvo e pão quente, são inimigos da gente.
VER +