pau

pau
ˈpaw
nome masculino
1.
qualquer pedaço de madeira
2.
substância sólida com a forma semelhante à de um pau (por exemplo, pau de giz, pau de canela, etc.)
3.
cacete; bordão; cajado
4.
cada um dos chifres dos animais
5.
NÁUTICA haste; mastro
6.
São Tomé e Príncipe BOTÂNICA árvore, como base da designação das espécies (pau-d'óleo, pau-fede, etc.)
7.
figurado paulada; castigo
8.
vulgarismo pénis
9.
plural um dos naipes do baralho das cartas de jogar, geralmente representado através da imagem de um trevo preto com três folhas
10.
regionalismo massa aglomerada de cortiça; cortiça fraca
11.
antiquado, coloquial (dinheiro) plural escudos
12.
coloquial (dinheiro) plural designação genérica de unidade monetária
pau de virar tripas
pessoa muito magra
pau para toda a obra
pessoa ou coisa que serve para tudo
coloquial a dar com um pau
em grande quantidade
figurado cara de pau
indivíduo trombudo, de cara dura
dar/levar uma carga de pau
dar/levar muita pancada
dar por paus e por pedras
encolerizar-se a ponto de cometer disparates
enquanto o pau vai e vem folgam as costas
não nos preocupemos com coisas que ainda não sucederam
estar a meio pau
ter comido pouco
jogar com um pau de dois bicos
servir ao mesmo tempo duas partes opostas
pôr-se a pau
acautelar-se
ser pau para toda a colher
servir para tudo
ter pau
ser esperto
um pau por um olho
pechincha
Do latim palu-, «pau»
Como referenciar: pau in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-23 15:06:28]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • A mancebo mau, mão e pau.
  • Burro mau, indo para casa, corre sem pau.
  • Casa de ferreiro, espeto de pau.
  • Cunha do mesmo pau não aperta.
  • Cutelo mau, corta o dedo e não o pau.
  • Em alheio souto um pau ou outro.
  • Em casa de ferreiro, espeto de pau.
  • Enquanto o pau vai e vem, folgam as costas.
  • Fala no mau, aparelha o pau.
  • Não há cunha como a do mesmo pau.
  • Não há cunha pior que a do mesmo pau.
  • O raio não cai em pau deitado.
  • Os paus, uns nascem para santos, outros para tamancos.
  • Pau deitado não chama trovoada.
  • Pau que nasce torto, tarde ou nunca se endireita.
  • Quem quer dar, pau acha.
  • Ser pau mandado.
VER +