vilão

vi.lão
viˈlɐ̃w̃
plural: vilães, vilãos, vilões
adjetivo
1.
que revela vileza; abjeto, desprezível, ruim
2.
que não é generoso; avarento, mesquinho
3.
que reside em vila
4.
que é rústico; grosseiro
5.
que não era de linhagem nobre; de baixa condição, plebeu
nome masculino
1.
pessoa vil; canalha, pulha
2.
personagem malvado cujas ações se revelam decisivas no desenvolvimento da narrativa de filme, livro, etc.
3.
natural ou habitante de uma vila
4.
indivíduo que não pertencia a uma linhagem nobre; plebeu
5.
indivíduo que vive em zona rural; camponês, montanhês
6.
Açores na mourisca, mascarado que satiriza habitantes da povoação
7.
Trás-os-Montes chouriço com mistura de várias carnes
8.
antiga dança popular
(provérbio) se queres conhecer o vilão, mete-lhe a vara na mão
uma pessoa de sentimentos baixos, quando investida de autoridade, não tarda a manifestar-se tal qual é
Do baixo latim villānu, «habitante da casa de campo»
ANAGRAMAS
Como referenciar: vilão in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-12-03 04:47:36]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • À laranja e ao fidalgo, o que quiser; ao limão e ao vilão, o que tiver.
  • A vaca do vilão se de inverno dá bom leite, melhor dá de verão.
  • Ao vilão se deres o pé, toma-te a mão.
  • Coelho e vilão, despedaça-o à mão.
  • Dar a bofetada e esconder a mão, é de vilão.
  • De cem em cem anos se fazem os reis vilãos e aos cento e seis dos vilãos reis.
  • De pai vilão, filho fidalgo, neto ladrão.
  • Faz bem ao vilão, morder-te-á a mão; castiga o vilão, beijar-te-á a mão.
  • Fazer bem a vilão ruim é lançar água em cesto roto.
  • Feito de vilão, atirar a pedra e esconder a mão.
  • Fidalgo sem pão é vilão.
  • Jogo de mão, jogo de vilão.
  • Mais vale fidalgo morto que vilão vivo.
  • Para conhecer o vilão, não há como pôr-lhe a vara na mão.
  • Para vilão, vilão e meio.
  • Queijo com pão, comida de vilão.
  • Se o vilão soubesse o sabor da galinha em janeiro, não deixaria nenhuma no poleiro.
  • Se queres conhecer o vilão, põe-lhe o cajado na mão.
  • Se queres ver um vilão, mete-lhe a vara na mão.
VER +