Lendas portuguesas

Lenda das Sete Cidades

ver mais

Beatriz e o Mouro

ver mais

A Raiva do Alva

ver mais

As Arcas de Montemor

ver mais

O Belo Suldório

ver mais

Tem a palavra

As palavras que marcaram a infância da apresentadora.

Catarina Furtado e igualdade, direitos, liberdade, jornalismo e refugiados. Não é uma combinação que surpreenda, pois não?

Richard Zimler ainda pensa em castanhas...

Neste vídeo Richard Zimler explica porque gosta de castanhas, lança um apelo à humanidade e até partilha o "erro" que as pessoas lhe apontam várias vezes.

Perseverança, equilíbrio e resiliência.

Esses são alguns dos ingredientes que José Soares partilhou connosco para construir a felicidade.

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

  • livros
  • autores
  • tem a palavra

Mário de Carvalho

 

A literatura não há-de ser escrita apenas com o vocabulário básico elementar. Não tem que usar exactamente a linguagem dos jornais, ou a dos livros infantis. As palavras irradiam, repercutem, descobrem ou encobrem, aprazem ou hostilizam, dão conta, enfim, de ínfimas gradações das maneiras humanas de estar e sentir.

Pode ser que exista algum prodígio conhecedor de todas as palavras da Língua Portuguesa. Tenho visto tanta coisa, que já não digo nada… No entanto, para qualquer normal trabalhador da escrita, é natural que se instalem em cada momento a indecisão e a dúvida. E o dicionário é um auxiliar precioso para conferir, encontrar alternativas, atalhar ilusões ou, até, fazer descobertas. Sem esse companheiro por perto, este escritor sente-se desamparado.

Ultimamente, tem-se usado muito a palavra «geringonça», uma metáfora política feliz, que se generalizou. E houve um curioso desvio semântico, para fora do pejorativo. É um efeito, aliás, conhecido dos estudiosos destas matérias. Eu, esta tarde, ando a preferir abracadabra. Amanhã, perguntai-me por outra.

O meu livro mais recente chama-se «De Maneira Que é Claro» e nele se conversa com o leitor sobre casos que vão acudindo à lembrança. Vai para segunda edição.

13-02-2022

MdC

NOTA: por vontade expressa do autor, o presente texto não segue as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

Do mesmo autor

Outros autores

Lendas portuguesas

Lenda das Sete Cidades

ver mais

Beatriz e o Mouro

ver mais

A Raiva do Alva

ver mais

As Arcas de Montemor

ver mais

O Belo Suldório

ver mais

Tem a palavra

As palavras que marcaram a infância da apresentadora.

Catarina Furtado e igualdade, direitos, liberdade, jornalismo e refugiados. Não é uma combinação que surpreenda, pois não?

Richard Zimler ainda pensa em castanhas...

Neste vídeo Richard Zimler explica porque gosta de castanhas, lança um apelo à humanidade e até partilha o "erro" que as pessoas lhe apontam várias vezes.

Perseverança, equilíbrio e resiliência.

Esses são alguns dos ingredientes que José Soares partilhou connosco para construir a felicidade.

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais