Andrómaca

Andrómaca era a dedicada mulher de Heitor, príncipe de Troia. O seu nome significa, em grego, "aquela que luta como se fosse um homem". Tinha sete irmãos, mortos por Aquiles juntamente com o pai Eécion, rei de Tebas na Mísia. Heitor e Andrómaca tiveram um filho, Astianacte ou Astianax, que foi assassinado por Pirro ou Neoptolemo, filho de Aquiles, quando Troia caiu. Pirro levou então Andrómaca para o seu reino, Epiro, e ambos geraram Pérgamo, Molosso e Píelo. Quando Pirro morreu em Delfos, Andrómaca passou a pertencer a Heleno, irmão de Heitor, e a partir dessa data governaram Epiro. Andrómaca terá morrido em Pérgamo, cidade fundada na Mísia pelo seu filho com o mesmo nome. Relatos relativos a Andrómaca encontram-se em obras como a Ilíada, de Homero, a Eneida, de Virgílio, e Andrómaca, de Eurípides. As representações inconográficas mais comuns são a despedida de Heitor e Andrómaca, o sofrimento de Andrómaca perante o corpo sem vida de Heitor e a retirada de Astianax dos braços da sua mãe para ser morto pelos Gregos.
Como referenciar: Porto Editora – Andrómaca na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-17 06:44:58]. Disponível em