Cognos

A historia da Cognos Incorporated começa em 1969 com a fundação da então Quasar.
O início das atividades da empresa coincidiu com o início dos anos 70, década dos grandes computadores mainframes que ocupavam salas inteiras e era da informação centralizada. Nessa altura, a maior parte do negócio da Cognos - ainda com o nome Quasar - consistia na implemetação de sistemas de informação para departamentos governamentais e no desenvolvimento de programas que produziam relatórios a partir de grandes quantidades de dados armazenados em mainframes e minicomputadores.
Ainda na década de 70, a Quasar lança o Quiz, um conjunto de ferramentas de consulta que se torna o primeiro produto de software da empresa. Em 1979, a empresa empregava mais de 130 pessoas e lançava uma divisão de produtos software para um mercado em fase de expansão. Nessa altura, abre novas delegações no Canadá, nas cidades de Toronto, Halifax, Montreal, Calgary, Edmonton, Victoria, Winnipag e Vancouver.
No início dos anos 80, a empresa passa por grandes alterações em termos de negócio o que leva a uma redefinição da estrutura da companhia. Isto acontece quando a Quasar é contratada por um cliente para desenvolver uma ferramenta de consultas. Após a conclusão desta ferramenta, o cliente ficou com uma aplicação avançada e a empresa ficou com as fontes do programa que permitiriam criar um novo e excitante produto. Em consequência desta nova oportunidade de negócio, surge o PowerHouse, que podia ser reutilizado em diferentes circunstâncias e em diferentes organizações.
No primeiro ano da década de 80 é lançado o Cognos Quick e, em 1982, a Quasar passa a chamar-se Cognos Incorporated. Nesse ano lança, além do PowerHouse, o Multiview, o QTP e o Dictionary Plus. Em 1983, lança o Powerplane e o PowerHouse for VAX e, no ano seguinte, o The Expert.
Até ao final da década de 80, a Cognos lança ainda mais três produtos: o Architect, o InQuizitive e o PowerHouse Star Base.
Em 1986, a Cognos torna-se uma empresa pública ao ser cotada no Toronto Stock Exchange (TSE) e, um ano depois, passa a pertencer ao NASDAQ, sob o símbolo COGN.
A década de 80 foi uma década de grande expansão para esta empresa, que abriu delegações em mais de 38 cidades espalhadas pelo Mundo e cujo número de funcionários atingiu o milhar.
Nesta altura, a Cognos tem como clientes empresas de renome, que fazem dela um caso de sucesso, como a IBM, a Xerox, a Exxon, a BASF, a Land Rover e a Air Canada, entre outras.
Durante os anos 90, a Cognos consolida as suas posições e reforça-as ao entrar no mercado de aplicação cliente/servidor e desenvolvendo aplicações para ambientes Windows.
Na última década do século XX, a empresa abre instalações em mais de 30 cidades, incluindo a capital portuguesa, Lisboa, e conquista novos clientes como a NASA, a Fujitsu e a Epson.
Ainda na década de 90, a Cognos lança novos produtos. Surgem o PowerPlay, o Impromptu, o Finance, o Upfront, o Scenario, o BI platform, o Visualizer e o DataMerchant, entre outros.
Já no ano 2000 são lançados produtos como Cognos Series 7, Cognos Query, Cognos Analytical Applications, Cognos Finance with Planning e Enterprise Performance Planning com o Cognos Management Series.
A Cognos tem recebido, ao longo dos anos, muitos prémios e menções honrosas tanto pelo seu desempenho como pelos seus produtos. A empresa tem também desenvolvido inúmeras parcerias e adquirido algumas empresas.

Como referenciar: Cognos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-18 14:32:21]. Disponível na Internet: