Giovanni Trapattoni

Futebolista e treinador italiano de futebol, nasceu a 17 de março de 1939, em Cusano Milanino, no norte de Itália, pertencendo a uma família de camponeses.
Aos 13 anos, Trapattoni ingressou nas camadas jovens do AC Milan, um dos principais clubes italianos, que representou ao longo de 18 anos, antes de fazer uma derradeira temporada no FC Varese, em 1971-1972. Como jogador profissional, e sempre ao serviço do AC Milan, conquistou dois campeonatos de Itália, uma Taça de Itália, duas taças dos Campeões Europeus e uma Taça dos Vencedores das Taças, tudo durante a década de 60.
Em 1974. regressou ao AC Milan, onde iniciou uma carreira de grande sucesso como treinador. Contudo, foi só na Juventus, de Turim, onde ingressou em 1976, que começou a conquistar troféus. Em dez anos levou o clube de Turim ao triunfo em seis campeonatos, numa Taça dos Campeões Europeus, numa Taça das Taças, numa Taça UEFA e numa Taça Intercontinental. Em 1986, Trapattoni regressou a Milão, desta vez para orientar o Inter, o grande rival do AC Milan. Em quatro anos conquistou um campeonato de Itália, uma Taça de Itália e uma Taça UEFA. Em 1991, regressou à Juventus, de onde saiu três anos mais tarde com uma Taça UEFA conquistada.
Trapattoni fez então a sua primeira experiência no estrangeiro, tendo ido para a Alemanha, em 1994, treinar o Bayern de Munique, um dos mais conhecidos clubes do mundo. Após uma primeira temporada sem sucesso, regressou a Itália para orientar o Cagliari. Contudo, logo em 1996/97 regressou ao Bayern de Munique e desta vez ganhou um campeonato e uma Taça da Alemanha em duas temporadas, após as quais regressou a Itália, agora para comandar a Fiorentina. Trapattoni foi o primeiro treinador estrangeiro a conquistar o campeonato alemão.
No ano 2000, Trapattoni passou a orientar a seleção italiana, que conseguiu qualificar para o Mundial'2002 e para o Europeu'2004.
Na temporada 2004/2005, foi contratado para treinar o Sport Lisboa e Benfica depois de ter sido afastado do comando técnico da seleção italiana, que teve uma prestação dececionante no europeu de futebol de 2004, organizado por Portugal.
No Benfica, Trapattoni conseguiu alcançar o título nacional, algo que o clube já não fazia desde 1994. Foi o 21.º troféu da carreira do técnico italiano, um dos treinadores com mais títulos conquistados no mundo. Mesmo assim, acabou por sair do Benfica e rumar de novo para a Alemanha, onde passou a treinar o Estugarda.
Como referenciar: Giovanni Trapattoni in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 22:22:43]. Disponível na Internet: