João XVI

Antipapa de 997 a 998, chamado João Filagato, era bispo de Piacenza e precetor de grego do imperador Otão III.
Foi posto no trono de São Pedro por Crescêncio II, que se apoderou de Roma quando o imperador Otão III se ausentou, em junho de 996. Nesta data, Crescêncio aproveitou as poucas forças com que a cidade ficou munida, tendo perseguido todos aqueles que eram leais ao imperador, inclusivamente o papa Gregório V. Foi por esta razão que este se viu forçado a fugir para Spoleto e depois para a Lombardia, onde realizou um sínodo que condenava a troca de serviços eclesiásticos por dinheiro (simonia). Tendo esta medida provocado bastantes descontentamentos, Crescêncio aproveitou para convidar João Filagato para ocupar o lugar de papa em Roma, crendo que ganhava os favores imperiais ao convidar alguém tão próximo de Otão. Contudo, o imperador deslocou-se a Roma, em 998, mandou mutilar João Filagato, que foi condenado num sínodo à prisão num mosteiro durante o resto da sua vida, e ordenou a morte de Crescêncio e dos seus apoiantes.
Como referenciar: João XVI in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-21 14:55:53]. Disponível na Internet: