Mantorras

Futebolista angolano, Pedro Manuel Torres nasceu a 18 de março de 1982, em Luanda. O nome Mantorras surgiu na adolescência depois de uma vez ter despejado sobre si uma panela de sopa e ter ficado bastante queimado. Mantorras na sua terra quer dizer homem queimado.
Ficou órfão cedo, aos 15 anos, e nessa altura passou a ser responsável pelos três irmãos mais velhos. Com essa idade, o jovem futebolista era já umas das principais esperanças da equipa de juniores do Progresso de Luanda, mas como ganhava pouco dinheiro para ajudar a família chegou a pensar em desistir do futebol. No entanto, no ano seguinte deu-se uma grande reviravolta na sua vida depois de se ter estreado como internacional na seleção angolana de esperanças. Mantorras, com 16 anos, foi convocado para representar Angola no I Torneio da Lusofonia, uma prova patrocinada pela Expo'98 que teve lugar em Campo Maior. Apesar de ter jogado entre futebolistas que tinham perto de 21 anos, Mantorras foi o melhor marcador da prova.
O empresário Jorge Manuel Mendes contratou-o de imediato e hospedou-o numa pensão em Coimbra enquanto não lhe arranjava clube. O empresário acabou por levá-lo ao Barcelona, de Espanha, para fazer uns testes mas o clube da Catalunha na altura não o quis contratar. Ainda com 16 anos, acabou por ser colocado no Alverca, equipa ribatejana da I Liga portuguesa, onde se sentiu muito bem tratado, a ponto de ter fixado residência naquela vila e de para lá ter levado os irmãos.
Estreou-se na I Liga na temporada 99/2000, com 17 anos, mas só fez cinco jogos, sem marcar qualquer golo. No Alverca rapidamente se impôs como titular, tendo marcado muitos golos ao serviço da equipa ribatejana na temporada 2000/2001, sendo de destacar os três que marcou num só jogo contra Sporting Clube de Portugal.
Em março de 2001, conquistou o seu primeiro grande título ao vencer, pela seleção de Angola, a Taça das Nações Africanas em sub-20, prova onde foi considerado o melhor jogador.
O seu valor começou a despertar a cobiça de grandes clubes, tanto portugueses como estrangeiros, e acabou por ser o Benfica a contratar a jovem estrela africana. Na época 2001/2002, o clube lisboeta apresentou Mantorras como a grande contratação e o jogador retribuiu com golos. Na altura já era considerado um dos melhores jogadores africanos de futebol.
Na época 2002/03, a sua carreira sofreu um forte revés, pois Mantorras lesionou-se gravemente. Esta lesão afastou-o dos relvados mais de um ano e colocou em risco a sua carreira.
Na ponta final da temporada 2004/05 foi uma peça importante na conquista do título nacional por parte do Benfica.
Em 2006 representou a seleção de Angola na Taça das Nações Africanas, antes de ser convocado para o Mundial 2006, realizado na Alemanha.
Como referenciar: Mantorras in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-30 17:45:07]. Disponível na Internet: