Neolítico

Designado primitivamente como sendo o período da pedra polida, por oposição à pedra lascada, cedo se verificou que se tratava de algo mais do que um simples progresso técnico.
O Neolítico caracteriza-se pelo aparecimento da agricultura e da pastorícia, que transformaram decisivamente as sociedades humanas, estabelecem-se novas relações entre o Homem e a Natureza. A agricultura permitiu o sedentarismo, a acumulação de excedentes que libertaram o Homem para novas atividades como a tecelagem e a cerâmica. Neste período nascem os primeiros povoados, que deram origem posteriormente às cidades.
A agricultura era particularmente de cereais, trigo e cevada, cujas espécies selvagens parecem ser originárias das regiões onde aquela surgiu. A pastorícia foi possível graças à domesticação de animais como o cão, a cabra, o boi e a ovelha.
Para esta autêntica revolução foram determinantes certas condições ótimas que se manifestaram no chamado "crescente fértil", região do Próximo Oriente onde confluem o delta do Rio Nilo e os planaltos que circundam as regiões aluviais dos vales do Tigre e do Eufrates, região chamada de Mesopotâmia, hoje Egito e Iraque. As primeiras cidades datam do 7.º milénio (Jericó 6500 a.C.). No milénio seguinte nasceram os focos que deram origem às culturas suméria e egípcia. Partindo desta região, a neolitização avançou para oriente dando lugar às civilizações do vale do Indo e às civilizações centro-asiáticas. A expansão para a Europa Ocidental ter-se-á dado graças à descoberta da navegação que permitiu chegar a Chipre e Creta e, a partir daí, às costas da Anatólia e da Síria. A partir da Anatólia, a cultura neolítica alcança Helesponto e daqui chega ao norte dos Balcãs e à bacia do Danúbio, de onde provém a famosa cerâmica de bandas. A partir do vale do Danúbio, a neolitização difunde-se por toda a Europa. Uma outra importante via de neolitização é o Norte de África pela costa até ao litoral marroquino. Na Península Ibérica convergem duas correntes de neolitização: a do centro da Europa que da França penetra pela Catalunha e outra mediterrânica, que alcança a península por via marítima. É também no Neolítico que, em zonas particularmente ricas em minerais, se dá o aparecimento da metalurgia do cobre.
Como referenciar: Neolítico in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-26 22:28:36]. Disponível na Internet: