Robert De Niro

Ator de cinema norte-americano nascido a 17 de agosto de 1943, em Nova Iorque. É considerado um dos maiores intérpretes da sua geração, primando os seus trabalhos pela criatividade e perfeccionismo. Filho de um casal de artistas, foi educado no bairro nova-iorquino de Greenwich Village. A sua primeira experiência como ator aconteceu aos 10 anos de idade quando entrou numa adaptação escolar de O Feiticeiro de Oz. Abandonou os estudos aos 16 anos para se inscrever no Ator's Studio, onde tomou contacto com o célebre método ensinado por Stella Adler e Lee Strasberg. Em seguida, participou em espetáculos teatrais amadores no circuito off-Broadway e em alguns anúncios publicitários. A sua primeira incursão cinematográfica resumiu-se a uma figuração em Trois Chambres à Manhattan (1965), de Marcel Carné. No decorrer de uma festa, foi apresentado ao então jovem realizador Brian De Palma que o convidou para participar no filme Greetings (Olá, América, 1968), que acabou por conhecer alguma projeção no circuito independente. Entretanto, De Niro continuou a marcar presença em filmes de baixo orçamento: Bloody Mama (Dia da Violência, 1970) de Roger Corman, The Gang That Couldn't Shoot Straight (Mafiosos Enlatados, 1971) e Mean Streets (Os Cavaleiros do Asfalto, 1973), o primeiro filme que fez sob a direção de Martin Scorsese. Francis Ford Coppola ficou impressionado pela prestação de De Niro neste filme e convidou-o para interpretar o papel de Vito Corleone, enquanto jovem, em The Godfather Part II (O Padrinho-Parte II, 1974). O papel tinha um elevado grau de dificuldade devido à totalidade das suas falas serem em língua italiana com sotaque siciliano, mas De Niro estudou a performance de Marlon Brando no primeiro filme para melhor integrar-se no espírito da personagem. O filme foi um êxito de público e a prestação do ator foi elogiada pela crítica especializada, tendo sido agraciado com o Óscar para Melhor Ator Secundário. Estava catapultada a carreira de De Niro, mas este preferiu ir filmar para a Europa, tendo protagonizado ao lado de Gérard Depardieu o épico 1900 (1976), de Bernardo Bertolucci. De regresso ao seu país, não hesitou em aceder ao convite do seu amigo Scorsese para desempenhar outra personagem emblemática da sua carreira: a de Travis Bickle, um psicótico taxista de Taxi Driver (1976), trabalho que lhe valeu grande popularidade (a frase Are You Talking To Me?, era repetida por milhões de americanos) e a nomeação para o Óscar de Melhor Ator. Depois dos fracassos de The Last Tycoon (O Grande Magnata, 1976), de Elia Kazan, e do musical de Scorsese New York, New York (1977), tornou-se o símbolo de milhões de veteranos da guerra do Vietname quando desempenhou Michael Vronsky, um jovem transfigurado pela violência da guerra em The Deer Hunter (O Caçador, 1978), realizado por Michael Cimino. O realismo que emprestou à sua interpretação valeu-lhe nova nomeação para o Óscar de Melhor Ator. Mas De Niro não teve de esperar muito pela distinção máxima: dois anos depois, engordou propositadamente 25 kg para compor a figura do pugilista Jake LaMotta em The Raging Bull (O Touro Enraivecido, 1980). O Óscar fez dele o ator masculino mais requisitado de Hollywood. Voltou a trabalhar com Scorsese em The King of Comedy (O Rei da Comédia, 1983), foi dirigido por Sergio Leone no épico Once Upon a Time in America (Era Uma Vez na América, 1984), fez par romântico com Meryl Streep em Falling in Love (Encontro Com o Amor, 1984), protagonizou o drama histórico The Mission (A Missão, 1986) e foi um inesquecível Al Capone em The Untouchables (Os Intocáveis, 1987). A década de 90 também lhe proporcionou bons papéis, especialmente em 1990. Neste ano, foi novamente nomeado para o Óscar de Melhor Ator pelo seu personagem Leonard Lowe, um paciente que desperta de um coma de muitos anos em Awakenings (Despertares, 1990). Brilhou também num outro filme sobre a mafia: Goodfellas (Tudo Bons Rapazes, 1990) de Martin Scorsese. Foi este realizador, aliás, quem melhor soube potenciar o talento de De Niro: foi portentosa a sua interpretação de presidiário que procura vingar-se do advogado que o condenou em Cape Fear (O Cabo do Medo, 1991) e foi um temível dono do jogo de Las Vegas em Casino (1995). Pelo meio, aventurou-se na realização com A Bronx Tale (Uma História de Nova Iorque, 1993), um relato da passagem para a adolescência de um rapaz que se torna protegido de um gangster. Marcou também presença em thrillers de ação como Heat (Cidade Sob Pressão, 1995) e Copland (Zona Exclusiva, 1997). Mais tarde, o ator assinou incursões bem sucedidas na comédia, primeiro formando uma impagável dupla com Billy Crystal em Analyze This (Uma Questão de Nervos, 1999), depois infernizando a vida a Ben Stiller em Meet the Parents (Um Sogro do Pior, 2000), ao lado de Eddie Murphy em Showtime (2002), novamente com Billy Crystal em Analyze That (Outra Questão de Nervos, 2002) e também em Meet The Fockers (Uns Compadres do Pior, 2004), onde contracenou com Ben Stiller, Barbra Streisand e Dustin Hoffman. Participou ainda, junto com Marlon Brando, Edward Norton e Angela Bassett, em The Score (Sem Saída, 2001), nos dramas City by the Sea (A Cidade do Passado, 2002) e Godsend (Godsend, o Enviado, 2004), no documentário de Michael Moore Fahrenheit 9/11, de 2004, e no thriller Hide and Seek (O Amigo Oculto, 2005), de John Polson. Em O Gang dos Tubarões, uma comédia animada de 2004, Robert De Niro emprestou a voz ao mafioso D. Lino.
Como referenciar: Robert De Niro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-11-14 05:20:45]. Disponível na Internet: