Uíge

Província a norte de Angola cuja capital é a cidade de Uíge, com 49 000 habitantes (2004). Confinada pelas províncias do Zaire, Bengo, Kwanga Norte e Malanje e, a leste e a norte, pela República Democrática do Congo, a província de Uíge possui uma superfície de 58 698 km2 e uma população de cerca de 1 109 000 habitantes (2004).
Com solos bastante aráveis, a província é essencialmente produtora de café (sendo uma das maiores produtoras nacionais), mandioca, amendoim, arroz, feijão, ananás, batata doce, manga, papaia, cacau, tabaco. Quanto à vegetação, ela é formada de florestas densas e húmidas das quais se extrai várias madeiras. Para além disso, a economia local assenta também na criação de gado bovino, caprino e suíno. Dada a localização da província, as trocas comerciais efetuam-se, na sua maioria, com o país vizinho congolês. De referir que, em consequência da guerra civil, muitas das suas produções ficaram extremamente reduzidas. Para contrariar estas carências, estão a decorrer projetos de reabilitação, com base no Programa de Investimentos Públicos (PIB), que visam não só aumentar a produção agrícola, como também melhorar as infraestruturas nos setores sociais, educacionais, da saúde e da energia e ainda abastecer de água potável toda a província.
A nível da saúde, nota-se um elevado número de pessoas infetadas com: doença do sono, malária, doenças diarreicas agudas, anemias, doenças respiratórias agudas e sida. A agravar a situação está a quase inexistência de profissionais médicos e de estabelecimentos de saúde (já que muitas das instalações foram abandonadas e saqueadas). Em 1991, foi criado o projeto de nutrição "Qualidade Vida", que integra o projeto Vida-Escola da Associação Criskari (instituição sem fins lucrativos liderada por um membro do Rotary Club de Luanda), para dar apoio aos centros de nutrição do Cacuaco, Hoji ya Henda e Rocha Pinto, localizados na periferia da cidade de Uíge. Através de palestras, seminários, demonstrações e conselhos, o programa tenta transmitir sobretudo conhecimentos teóricos e práticos sobre alimentação, agricultura, educação sexual e planeamento familiar.
Relativamente à cultura tradicional da província de Uíge, salienta-se as máscaras ndemba (da cultura bacongo), usadas em rituais de circuncisão. Estes têm a função de integrar e preparar os jovens para a vida adulta e social. Através de várias representações, educa-se os jovens a respeitar sobretudo as leis e as tradições. Para a observação destas normas, recorre-se à despersonalização a partir da máscara. Esta é então usada pelos rapazes circuncidados (entre os 5 e os 15 anos), durante uma dança, na qual algumas raparigas lhes atiram amendoins. A presença das jovens parece sugerir um certo erotismo no ritual.
Como referenciar: Uíge in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-15 10:14:05]. Disponível na Internet: