Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

Aliança Democrática (AD)
favoritos

Aliança partidária e governativa portuguesa, formada em 1979 pelo Partido Popular Democrático, hoje Partido Social-Democrata (PSD), então liderado por Francisco Sá Carneiro, pelo Centro Democrático Social (CDS), de Freitas do Amaral, e pelo Partido Popular Monárquico (PPM), liderado por Gonçalo Ribeiro Telles.

A AD colocou pela primeira vez, desde a queda do regime de Salazar, o Partido Socialista na oposição. Obteve duas importantes vitórias em legislativas, em 1979 e 1980, e, uma vez no Governo, deu início ao processo de abertura das empresas à iniciativa privada. Sob este ponto de vista, seguiu uma orientação contrária à dos Governos anteriores, que haviam optado pela nacionalização de diversos setores da economia.

A Aliança Democrática acabou em 1983 devido a um conjunto de circunstâncias políticas, sociais e económicas. Entre elas conta-se a morte de Sá Carneiro em 1980, a falta de consenso no interior do PPD quanto ao caminho a seguir após aquele acontecimento, o fracasso da campanha presidencial do general Soares Carneiro nesse mesmo ano e o agravamento da situação económica nacional.

Em 2022 os três partidos fundadores retomaram a coligação, então apenas no círculo eleitoral dos Açores, para as eleições legislativas. Após a queda do governo no ano seguinte, a Aliança Democrática foi restaurada para concorrer a todos os círculos de Portugal continental, ao dos Açores e aos da emigração, no âmbito das eleições legislativas de março de 2024.

 

 

 

 

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Aliança Democrática (AD) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-04-24 23:05:00]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe