MOMENTOS WOOK - 20% de desconto em todos os livros

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto

2 min

Pinto da Costa
favoritos

Dirigente do Futebol Clube do Porto, Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa nasceu a 28 de dezembro de 1937. Estudou no Colégio de Jesuítas das Caldas da Saúde, mas abandonou os estudos após concluir o sétimo ano liceal. Desde cedo ligado ao desporto, ainda jogou pelo Infesta, mas sem grande sucesso.

Tornou-se sócio do Futebol Clube do Porto aos dezassete anos e começou a sua carreira de dirigente em 1962, quando foi convidado para fazer parte da secção de hóquei em patins. Passou pelas secções de hóquei em campo e boxe até chegar a diretor do departamento de futebol em 1975. Entrou para o Conselho Superior do clube em 1980 e, dois anos mais tarde, foi eleito presidente da direção.

O dirigente do Futebol Clube do Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa
Pinto da Costa foi responsável pelo retorno de José Maria Pedroto ao clube, treinador que lançou os primeiros alicerces daquilo a que hoje se chama a "mística" do Futebol Clube do Porto.

Em 1984, tornou-se no primeiro presidente do clube a estar presente numa final europeia, a Taça UEFA, que o FC Porto perdeu contra a Juventus de Itália.

Pinto da Costa só teve de esperar mais três anos para vencer o primeiro título europeu e tornar o FC Porto conhecido em toda a Europa. O seu clube, treinado por Artur Jorge, venceu a Taça dos Campeões Europeus, em 1987, em Viena de Áustria. O FC Porto derrotou o "colosso" Bayern de Munique por 2-1.

No ano seguinte, Pinto da Costa contratou Ivic para substituir Artur Jorge e assistiu novamente à conquista de títulos europeus e mundiais com a conquista da Supertaça Europeia e da Taça Intercontinental. Sob a liderança de Pinto da Costa, o FC Porto foi não só gradualmente dominando as competições internas, como também se tornou um dos clubes com mais presenças na Liga dos Campeões e um dos emblemas mais respeitados na Europa.

Entretanto, esteve temporariamente à frente da Liga dos Clubes, na função de Presidente.

Durante a década de 90, Pinto da Costa contratou Bobby Robson, que iniciou um período de cinco títulos consecutivos para o FC Porto. Robson venceu dois, António Oliveira outros tantos e Fernando Santos o "pentacampeonato".

Tornou-se assim o primeiro presidente pentacampeão do futebol português. Para além disso, Pinto da Costa fica ligado ao simbolismo do dragão relacionado com o FC Porto, pois antes da sua chegada quase não existia uma ligação entre o clube e este símbolo. Foi também forte o seu contributo para a constituição de uma SAD (Sociedade Anónima Desportiva) no clube.

Terminada a contratação de Octávio Machado como treinador, seguiu-se José Mourinho, que levou o FC Porto à conquista da Taça UEFA, em 2003, da Liga dos Campeões em 2004, e de dois campeonatos (2002/03 e 2003/04), uma Taça de Portugal (2002/03) e de mais duas Supertaças Cândido Oliveira.

Sob a presidência de Pinto da Costa, o Futebol Clube do Porto venceu 22 Campeonatos Nacionais, 12 Taças de Portugal, 20 Supertaças Cândido Oliveira, duas Taças dos Clubes Campeões Europeus, a Taça Intercontinental, a Supertaça Europeia e a Taça UEFA, tudo respeitante ao futebol. Para além disso, venceu ainda inúmeros títulos em diversas outras modalidades.

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Pinto da Costa na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-02-29 12:32:11]. Disponível em
Outros artigos
ver+
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Pinto da Costa na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-02-29 12:32:11]. Disponível em

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto