Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

2 min

Wim Wenders
favoritos

Realizador e documentarista alemão, Ernst Wilhelm Wenders nasceu a 14 de agosto de 1945, na cidade alemã de Dusseldorf. Depois de estudar Psicologia e Medicina, entrou na Academia de Cinema de Munique. Após a realização de uma série de curtas-metragens, estreou-se nos filmes de longa duração com Summer in the City (1970). Prosseguiu a sua carreira, situando o seu enfoque na análise da Alemanha do pós-guerra em Die Angst des Tormannes beim Elfmeter (A Angústia do Guarda-Redes no Momento do Penalty, 1971) e em Alice in den Städten (Alice nas Cidades, 1974). Ganhou alguma notoriedade externa com o road movie Falsche Bewegung (Movimento em Falso, 1975), receita que repetiria em Im Lauf der Zeit (Ao Correr do Tempo, 1976). Com a ajuda de Samuel Fuller, Dennis Hopper e Nicholas Ray (que consideraria sempre como um mentor), fez a sua primeira coprodução germano-americana: Der Amerikanische Freund (O Amigo Americano, 1977), uma crítica velada à americanização dos costumes e modo de vida dos europeus. Prosseguiu a sua carreira com Der Stand Der Dinge (O Estado das Coisas, 1982) e Hammett (Hammett, Detetive Privado, 1982), este último produzido por Francis Ford Coppola. A sua obra-prima foi Paris, Texas (1984), com o qual venceu a Palma de Ouro do Festival de Cannes, um drama sobre um homem que, depois de vaguear durante quatro anos pelo mundo, regressa a casa e tenta reconquistar a mulher e o filho que nunca chegara a conhecer. O filme, protagonizado por Harry Dean Stanton e Nastassja Kinski, foi um êxito a nível mundial. Apesar de tudo, Wenders regressou à Alemanha para filmar o belo Der Himmel über Berlin (As Asas do Desejo, 1988), protagonizado pelo seu alter-ego Bruno Ganz, uma fábula sobre dois anjos que pairam sobre Berlim, até que um deles, apaixonado por uma trapezista, renuncia à sua espiritualidade para ir viver com ela. O filme valeu a Wenders novo prémio em Cannes, desta vez, o de Melhor Realizador. Dando uma nova faceta à sua carreira, dirigiu o clip da música Night and Day (1990) para os U2, antes de filmar Bis Ans Ende der Welt (Até ao Fim do Mundo, 1991), uma obra em episódios que contou com a participação de William Hurt e de Max von Sydow. Realizou em seguida a sequela de As Asas do Desejo: In Weiter Ferne, So Nah (Tão Longe, Tão Perto, 1993), antes de passar por Portugal, onde filmou Lisbon Story (Viagem a Lisboa, 1994). Posteriormente, colaborou com o lendário Michelangelo Antonioni na direção do filme Al di Là Delle Nuvole (Para Além das Nuvens, 1995), antes de se dedicar à sua faceta de documentarista em Buena Vista Social Club (1999) - uma visão sobre a música cubana e algumas das suas figuras míticas, como Compay Segundo. Seguiu-se uma obra de ficção, The Million Dollar Hotel (2000).
Cartaz de "Paris, Texas", um filme realizado por Wim Wenders, em 1984
Wim Wenders, realizador e documentarista alemão
Pormenor do poster do filme "As Asas do Desejo" (1987), de Wim Wenders, protagonizado por Bruno Ganz, Solveig Dommartin e Peter Falk
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Wim Wenders na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-04-18 19:12:10]. Disponível em
Outros artigos
ver+
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Wim Wenders na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-04-18 19:12:10]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe