galinha

ga.li.nha
ɡɐˈliɲɐ
nome feminino
1.
ORNITOLOGIA designação comum, extensiva às fêmeas adultas das aves galináceas do género Gallus, da família dos Fasianídeos, que inclui espécies domesticadas de que se aproveitam os ovos e a carne para alimentação humana; fêmea do galo
2.
CULINÁRIA prato preparado com a carne dessa ave
3.
popular coisa boa ou fácil de conseguir
4.
popular falta de sorte; azar
5.
popular pessoa fraca ou pusilânime
6.
popular pessoa faladora ou mexeriqueira
7.
Brasil popular pessoa considerada devassa ou promíscua
galinha dos ovos de ouro
o que constitui uma fonte regular ou permanente de riqueza
cercar galinhas
cambalear embriagado
deitar-se com as galinhas
ir para a cama muito cedo
pele de galinha
pele arrepiada
quando as galinhas tiverem dentes
nunca, jamais
Do latim gallīna-, «galinha»
galinha
diminutivo feminino singular de gala
Como referenciar: galinha in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-17 18:30:44]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • A galinha da vizinha é mais gorda do que a minha.
  • A galinha de janeiro vai pôr com a mãe ao colmeio.
  • Aldeã é a galinha e vai à mesa da rainha.
  • Aonde a galinha tem os olhos tem os ovos.
  • Aonde canta galo não canta galinha.
  • Bago a bago enche a galinha o papo.
  • Da garganta para baixo, tanto sabe a galinha como a sardinha.
  • De galinhas e más fadas não se enchem as casas.
  • Doze galinhas e um galo, comem como um cavalo.
  • É rainha a galinha que põe os ovos na vindima.
  • Em casa não tens sardinha, na alheia pedes galinha.
  • Focinho de porco e galinha de bico, nunca fizeram o homem rico.
  • Fraca é a galinha que não esgravata para ela.
  • Galinha cega, de vez em quando apanha um grão.
  • Galinha de campo não quer capoeira.
  • Galinha de casa mais come do que vale.
  • Galinha de eira, quer capoeira.
  • Galinha de janeiro, enche o poleiro.
  • Galinha gorda a soldado, choca está ela.
  • Galinha gorda por pouco dinheiro não há no poleiro.
  • Galinha pedrês, não a comas, não a vendas, não a dês.
  • Galinha pedrês, vale por três.
  • Galinha pinta, ovos trinta.
  • Galinha que canta de galo, põe o dono a cavalo.
  • Galinha que canta, faca na garganta.
  • Galinha que canta quer galo.
  • Galinha que canta, quer pôr.
  • Galinha que como galo canta, anuncia a morte do dono.
  • Galinha preta põe ovo branco.
  • Galinha rica, tudo que vê cobiça.
  • Galinha velha, faz boa cozinha.
  • Galinha velha, faz bom caldo.
  • Galinhas de São João, pelo Natal poedeiras são.
  • Grão a grão, enche a galinha o papo.
  • Luar de janeiro faz sair a galinha do poleiro, lá vem fevereiro que leva a galinha e o carneiro.
  • Mais vale pedaço de pão com amor que galinha com dor.
  • Mais vale um ovo hoje que uma galinha amanhã.
  • Não há galinha gorda por pouco dinheiro.
  • Não ponhas todos os ovos debaixo da mesma galinha.
  • O ovo de hoje vale mais que a galinha de amanhã.
  • Onde canta galo, não canta galinha.
  • Pé de galinha não mata pinto.
  • Prudência e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém.
  • Quando o galo canta, a galinha está por perto.
  • Quanto mais me dá a minha galinha amarela, mais eu quero por ela.
  • Quem não tem que fazer, compra galinhas e torna-as a vender.
  • Quem vende sardinha, come galinha.
  • Raposa que dorme, não apanha galinhas.
  • Ruim é a galinha que para si não esgravata.
  • Se o vilão soubesse o sabor da galinha em janeiro, não deixaria nenhuma no poleiro.
VER +