favoritos
ga.toseparador fonéticaˈɡatu
nome masculino
1.
ZOOLOGIA (Felis catus) pequeno mamífero carnívoro, domesticado, da família dos Felídeos, digitígrado e de garras retráteis, de que existem diversas raças, apresenta geralmente corpo esguio, com cerca de 50 centímetros de comprimento, patas curtas, cauda longa e pelagem macia, sendo tradicionalmente utilizado para caçar ou afugentar ratos
2.
ZOOLOGIA designação comum, extensiva a diferentes espécies de outros pequenos mamíferos carnívoros da família dos Felídeos
3.
ICTIOLOGIA designação comum, extensiva a diferentes peixes seláquios, também conhecidos por bruxa, gata, etc.
4.
coloquial engano; erro; lapso
5.
coloquial pedaço de metal usado para prender a louça quebrada
6.
utensílio de ferro usado pelos tanoeiros para arquear as vasilhas
7.
NÁUTICA gancho de metal, geralmente com olhal, a que se prende um cabo ou uma corrente
8.
peça, normalmente de ferro, usada para unir o revestimento de cantaria à alvenaria
9.
peça que segura ou liga duas pedras numa construção; grampo
10.
regionalismo peça angular onde se ergue e baixa o braço ou a tranqueta da aldraba
11.
Alentejo recipiente de pele, semelhante a um pequeno odre, usado para guardar ou levar vinho
12.
Trás-os-Montes mentira
13.
Brasil coloquial homem considerado atraente
14.
Brasil coloquial ligação elétrica clandestina
15.
Brasil coloquial ligação clandestina de outro tipo (televisão, internet, etc.)
16.
Brasil coloquial indivíduo que arregimenta trabalhadores agrícolas ou da construção civil
17.
Brasil DESPORTO gíria guarda-redes de grande agilidade
18.
coloquial plural ruído produzido pela respiração das pessoas com doença nas vias respiratórias; pieira
(provérbio) gato escaldado de água fria tem medo
os percalços sofridos tornam uma pessoa precavida
aqui há gato
expressão usada para indicar suspeita de erro ou irregularidade
Brasil balaio de gatos
1.
situação confusa; saco de gatos
2.
briga ou conflito envolvendo várias pessoas; saco de gatos
darem-se como o cão e o gato
não se entenderem
(provérbio) de noite todos os gatos são pardos
na escuridão tudo se confunde
saco de gatos
1.
situação confusa; balaio de gatos
2.
briga ou conflito envolvendo várias pessoas; balaio de gatos
vender/dar gato por lebre
enganar, dando ou vendendo o mau como se fosse bom
Do latim cattu-, «gato»
gato
Presente do Indicativo do verbo gatar
expandir
eu
gato
tu
gatas
ele, ela, você
gata
nós
gatamos
vós
gatais
eles, elas, vocês
gatam
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – gato no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-24 09:20:15]. Disponível em
enviar comentário ou sugestão
Exemplos complementares
Exemplos retirados da internet, não verificados pela equipa editorial
Exemplos complementares - up
  • A história de um gato laranja, De uma terra especial.
  • Quando as batatas estão em perigo, só há um gato que as pode salvar!
  • Descobre os números com o gato Gaspar!
  • Um livro indispensável para aprender a conhecer o seu gato e, quem sabe, a falar com ele.
  • Mesmo para um gato os pesadelos às vezes passam a sonhos lindos.
  • Dá que pensar… Tem gato?
  • Um gato perde-se de amores pela lua e vai fazer tudo para se tornar próximo dela.
  • Mas um gato que botas gosta de ter… será que tal pode haver?
  • A Clara está a desenhar um gato para dar ao pai.
  • A relação com o nosso gato deve ser feliz e harmoniosa.
ver+
As frases de exemplo refletem o uso da palavra pesquisada e foram selecionadas automaticamente a partir de diferentes fontes online. O conteúdo das frases não é controlado nem representa a opinião da infopedia.pt ou dos seus editores.

Língua Gestual Portuguesa

ver a entrada gato

thumbnail gesto
ver

Provérbios

  • À noite todos os gatos são pardos.
  • Ao gato, por ser ladrão, não o tires da tua mansão.
  • Bem se lambe o gato depois de farto.
  • Bom amigo é o gato, se não arranha.
  • Bonitas palavras não engordam gatos.
  • Cara de beato, unhas de gato.
  • Cara e contas de beato, unhas de gato.
  • Casa em que não há cão nem gato, é casa de velhaco.
  • Casa que não tem gato, tem ratos.
  • Dá ao gato o que o rato tem de levar.
  • De casa de gato, não sai farto o rato.
  • De noite todos os gatos são pardos.
  • Filho de gato mata rato.
  • Gato a quem morde a cobra, tem medo à corda.
  • Gato de fora mia à porta e vai embora.
  • Gato escaldado, de água fria tem medo.
  • Gato furtado, orelhas de fora.
  • Gato gordo não apanha rato.
  • Gato miador não é bom caçador.
  • Gato pede miando e come rosnando.
  • Gato quando morde, arranha.
  • Gato quando não morde, arranha.
  • Guimarães, mata gatos e esfola cães.
  • Lambe-se o gato depois de farto.
  • Não compres gato por lebre.
  • Não é por aí que o gato vai às filhós.
  • Não vender gato por lebre.
  • Não te fies em água que não corra, nem em gato que não mia.
  • O cão e o gato comem o mal guardado.
  • Quando em casa não há gato, folga o rato.
ver+
palavras parecidas
Artigos
ver+
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – gato no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-24 09:20:15]. Disponível em
enviar comentário ou sugestão