rio

ri.o
ˈʀiu, ˈʀiw
nome masculino
1.
curso natural de água que nasce, em geral, nas montanhas e vai desaguar ao mar, a um lago ou a outro rio, ou, por vezes, se entranha na terra
2.
figurado aquilo que corre como este curso de água
3.
figurado quantidade considerável; abundância
Do latim rivu-, «rio», pelo latim vulgar riu-, «idem»
rio
forma do verbo rir
1.ª pessoa do singular do presente do indicativo de rir
Como referenciar: rio in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-22 04:58:17]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • A preguiça morreu à sede à beira do rio.
  • De grandes rios, grandes peixes.
  • De monte a monte vai o rio.
  • De rio pequeno não esperes grande peixe.
  • Em abril o boi bebe no rio.
  • Em rio quedo não metas o dedo.
  • Fazenda de sobrinho queima-a o fogo, leva-a o rio.
  • Nem rio sem vau, nem geração sem mau.
  • Para que o ano não vá mal, hão de os rios encher três vezes entre São Mateus e o Natal.
  • Quem tem sede, não se atira ao rio.
  • Rio torto, duas vezes se passa.
  • Só o rio não volta atrás.
  • Sol frio, água no rio.
  • Todos os caminhos vão dar à ponte, quando o rio vai de monte em monte.
VER +